“Motivos foram políticos”, sugere Pereira ao falar sobre sua exoneração, em Bertioga

Vice-prefeito conta que já solicitou uma sala para que possa atuar

Após 13 dias da exoneração do cargo de secretário de Serviços Urbanos de Bertioga, o também vice-prefeito da cidade, Eduardo Pereira, falou ao JCN (Jornal Costa Norte) sobre os motivos que ele acredita que motivaram a sua demissão da pasta. Segundo Pereira, “90% deles teriam sido motivos políticos”. Ele também confirmou informações extra-oficiais de que foi informado pelo prefeito Mauro Orlandini (DEM) sobre a demissão “no meio da rua”. “Fui pego de surpresa. Estava acompanhando um serviço na Vista Linda e o prefeito chegou e falou que não dava mais, sem esclarecer o motivo”, afirmou.
Apesar de ter sido pego de surpresa, Pereira reconhece que a relação entre ele e Orlandini já estava desgastada. “A falta de diálogo e de conversação já vinha há muito tempo”. Ele, porém, afirma não sentir rancor. “O rancor que tenho é que deixaram [a Administração] de inaugurar obras para não colocar o meu nome”, contou o vice-prefeito.

Projetos concluídos
Ele garantiu ainda que com 100 dias da Administração Orlandini, a sua pasta já contava com o projeto para reurbanização da avenida. 19 de Maio. “O prefeito pediu o projeto para revisar e não executou até hoje. Já está pronto para licitar”, revelou Pereira, enumerando outros projetos que já estariam prontos para licitação, como a 2ª pista da avenida Anchieta e a Rodoviária do município.

Sem prioridade
Sobre seu trabalho, Pereira afirmou que sempre seguiu as diretrizes do prefeito, embora entendesse como fundamental a criação de uma Secretaria de Planejamento. “O Planejamento planeja e o Serviços Urbanos executa”.
Além disso, ele mencionou que obra não foi prioridade para o prefeito Orlandini nos últimos 2 anos. “Ele priorizou a Saúde e a Educação”.

Gabinete
Pereira informou também que já solicitou uma sala para que possa atuar como vice-prefeito. “Não consta essa obrigação na Lei Orgânica, mas é praxe acomodar o vice. Por isso, abri um processo com a solicitação”.

Outro lado
O prefeito Orlandini foi procurado, por meio de sua assessoria de Imprensa, para esclarecer sobre o motivo da demissão do secretário e sobre os projetos que estariam prontos para serem licitados, entretanto, até a tarde desta sexta-feira (14), não houve retorno.

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação