Agentes de saúde vão distribuir 200 mil preservativos neste Carnaval, em Bertioga

Wilmers esclareceu sobra as formas de contágio da Aids

Duzentos mil preservativos masculinos serão distribuídos pela Secretaria da Saúde de Bertioga durante os cinco dias deste Carnaval, na cidade. A informação é do coordenador do CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), Marcus Vinicius Cavini, que participou de entrevista na rádio Praia FM – 106,1, na terça-feira (1º), juntamente com o médico infectologista e diretor de Saúde do Hospital Municipal, José Ricardo Wilmers.
Os agentes de Saúde irão distribuir as populares camisinhas todos os dias da folia, no período da tarde e da noite, nas bandas que circularão pelos bairros. Segundo Cavini, os quiosques de praia e algumas ONGs serão parceiras e vão colaborar com a distribuição. Os foliões também receberão ventarolas com informações sobre as formas de transmissão do vírus HIV e de outras DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis). “Utilizar a camisinha é uma questão de responsabilidade. Negocie com seu parceiro o uso”, orienta Cavini.

Transmissão
“Aids não se pega com beijo, não se pega com aperto de mão ou no banco do ônibus”, detalha Wilmers. O médico reforça que o vírus HIV sobrevive dentro da célula de sangue. “No esperma e na secreção vaginal existem muitos glóbulos brancos, que podem abrigar o vírus”. Ele ainda lembra que em alguns casos pode se transmitir Aids pelo sexo oral. “Se a pessoa tiver alguma ferida na boca ou doença gengival pode haver a transmissão”, afirmou o médico, que procurou tranqüilizar os foliões: “Beijo na boca não transmite a doença.”

CTA
O Ministério da Saúde mantém o programa ‘Fique Sabendo’, que consiste na realização de exames para verificação do HIV. Em Bertioga, o programa é desenvolvido pelo CTA, que garante sigilo na identificação do paciente. “Se o paciente sabe que tem o vírus, ele pode se prevenir e fazer a prevenção secundária”, alerta Cavini.
Segundo Wilmers, o tratamento da doença atualmente é mais fácil e garante melhor qualidade de vida. Ele comenta que o chamado “coquetel” de remédios que antigamente era composto por 15 comprimidos, hoje conta com apenas 03. “Existem pacientes que envelhecem com HIV e adquirem outras doenças, como a hipertensão, por exemplo”.
O CTA fica rua Mestre Pessoa, 1.001, e funciona das 8h às 17h. Os telefones são o 3317-3808 ou 3317-4296.

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação