Aluno deficiente auditivo é destaque em curso de Percussão

Um exemplo de superação por amor à música. Essa é a história de Gustavo Kofity, de 13 anos, aluno dos cursos de Percussão e de Violão, da Fundação 10 de Agosto, situada na Riviera de São Lourenço, em Bertioga. A história parece comum, entretanto, a peculiaridade é que ele é surdo.

Segundo o pai de Gustavo, Paulo Kofity, o adolescente tem somente 30% de audição, com a utilização de aparelho auditivo. “Ele aprendeu a ler os lábios e consegue se comunicar muito bem”, comentou o pai.

À reportagem do JCN (Jornal Costa Norte), Gustavo contou que prefere as aulas de Percussão, porque ele “sente” a música.

Socialização

Para o pai, a música tem ajudado o adolescente na socialização. “Ele está totalmente integrado à turma”, afirmou.

Para as famílias que também contam com filhos com necessidades especiais, ele reiterou que é possível realizar qualquer tarefa. “Tem que gostar do que faz”, concluiu.

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação