Mudanças

Câmara aprova moções de apelo e de repúdio por mudanças no porto

Alteração no estatuto do servidor também foi aprovada, mas gerou grande debate na casa

Os vereadores de São Sebastião aprovaram, na terça- feira, 8, duas moções motivadas por mudanças administrativas que ocorreram no porto. O vereador  Edvaldo Campos, o Teimoso (PSB), apresentou a moção de repúdio ao presidente da Companhia Docas, Casemiro Tércio, pelo discurso proferido na Câmara de Deputados, em Brasília. Segundo o vereador, Tércio defendeu a privatização do porto e fez críticas aos funcionários e ao sindicato da categoria.

A outra moção, apresentada pelo vereador Gleivison Gaspar (PMDB), faz um apelo à Secretaria de Transportes do Estado, pela permanência de Alfredo Mariano Bricks à frente da Diretoria de Gestão Portuária da Companhia Docas.

Além das duas moções, foi aprovado, em segundo turno, o projeto que altera o Estatuto dos Servidores. A modificação proposta diz respeito à Junta Médica Oficial, responsável por avaliar laudos e atestados médicos dos funcionários públicos.

O projeto enumera as especialidades dos médicos – um cardiologista, um ortopedista e um psiquiatra. A nova redação também abre a possibilidade de contratação de profissional, caso não haja interesse de nenhum servidor efetivo em participar da junta.

A alteração no estatuto foi aprovada com o voto contrário do vereador Gleivison, que criticou a proposta e, durante sua fala, teve o microfone cortado pela presidência da Câmara. Alterado, Gleivison criticou duramente a postura do presidente Reinaldo Moreira, o Reinaldinho (PSDB), em debate que se estendeu para as redes sociais.

São Sebastião

Da redação

Foto: CMSS

Leia mais: Grandes obras passarão por audiências antes de entrar em licitação

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação