Caso Higor: relatório de balística deve ser concluído em 30 dias

A Polícia Civil de Bertioga prossegue com o trabalho de investigação para esclarecer o assassinato do jovem Higor Gonçalves Teixeira, de 21 anos. Ele foi executado em um barranco da rodovia Mogi Bertioga após ser sequestrado na praia da Vista Linda, no início desse mês. Na ocasião, ele namorava no interior do seu veículo. A sua namorada nada sofreu.

Segundo o delegado titular de Bertioga, Maurício Barbosa Júnior, os exames de balística, cadavérico e periciais do carro e do local do crime devem ser concluídos em 30 dias, prazo normal deste tipo de relatório. Tais dados deverão fornecer subsídios importantes para confirmar ou confrontar a versão apresentada pela namorada do jovem, que sobreviveu ao homicídio. Ela teria escorregado do barranco onde Higor foi executado e se escondido na mata até o amanhecer.

Rastros

As investigações nas cidades de Taboão da Serra (onde foi abandonado o carro de Higor) e Embú, onde os assassinos deixaram “rastros” continuam com o apoio da corporação Civil local.

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação