Colucci apresenta novo modelo de transporte coletivo

Prefeito falou ao final da audiência pública e respondeu perguntas da comunidade

Muitas pessoas compareceram à audiência pública promovida pela prefeitura de Ilhabela na noite desta quinta-feira (28) para discutir o novo modelo do transporte coletivo. O prefeito Toninho Colucci (PPS) apresentou o projeto, junto com membros da Comissão Especial para Acompanhamento do Serviço de Transporte Coletivo, e sanou dúvidas dos presentes, durante as 2h de reunião.

O público pôde conferir os passos que o município está fazendo para realizar uma licitação com todos os trâmites legais para a concessão do transporte público. “Transporte coletivo é um compromisso nosso, do nosso plano de governo. A responsabilidade de acompanhar de perto essa questão do transporte é da prefeitura, mas em Ilhabela isso nunca aconteceu”, disse Colucci.

Bilhete único

A principal mudança é a implantação do bilhete único, que possibilitará ao usuário andar de norte a sul da cidade com apenas uma passagem. Outras exigências do novo contrato são a manutenção da gratuidade para idosos e deficientes físicos, além do desconto de 50% na passagem para professores e estudantes. A frota de ônibus terá que ser adaptada aos portadores de deficiência e possuir idade média de 6 anos. As novas linhas foram formatadas para atender os prédios públicos, como escolas e postos de saúde, além do Hospital Mário Covas.

De acordo com a proposta apresentada pela prefeitura, as linhas coletoras, que devem atender aos bairros, terão intervalos constantes com média e 30 minutos. Já a linha central, que ligará a Barra Velha à Vila terá intervalo de apenas 7 minutos. O usuário terá que fazer a chamada ‘baldeação’ e trocar de ônibus conforme o trajeto desejado, como já é feito em cidades como São Paulo e Curitiba.

Preço da tarifa

As principais sugestões apresentadas pelo público presente foram mais horários noturnos para atender aos trabalhadores, bem como no horário de entrada e saída dos estudantes, além da redução no preço da tarifa. O prefeito explicou que toda a proposta está baseada em estudos feitos pela Comissão Especial para Acompanhamento do Serviço de Transporte Coletivo, formada por funcionários públicos e membros da Associação Comercial e da sociedade civil organizada e a concorrência será feita a princípio com 28 empresas interessadas, onde o teto máximo do valor da passagem será R$ 2,50, vencendo a licitação a empresa que oferecer o menor valor.

A publicação do novo edital para a licitação do transporte coletivo está prevista para o dia 07 de maio.

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação