Você está aqui:Home » Destaque » Prefeitura do Guarujá e Saipem firmam protocolo de intenções para PIS

Prefeitura do Guarujá e Saipem firmam protocolo de intenções para PIS

Por Eliana Cirqueira

“Estamos colocando raízes e tentando ser parceiros para os próximos 30 anos”. Essa foi a avaliação do representante da companhia italiana Saipem, Giuseppe Surace, nesta quarta-feira (23), durante a assinatura do protocolo de intenções para o PIS (Programa de Implantação Sustentável) da empresa, em Guarujá. A Saipem é o 1º grande fornecedor de serviços da Petrobras para o pré-sal a se instalar definitivamente no Litoral Paulista, e a parceria efetivada com a prefeitura é destinada às ações de capacitação de mão-de-obra, qualificação dos prestadores de serviços e fornecedores locais.

Futuro
“A Saipem escolheu Guarujá, com suas características, para implantar a sua unidade. Isso nos permite vislumbrar um futuro para a nossa cidade, de importância para a região, dentro dessa cadeia produtiva de petróleo. O protocolo de intenções prestigia o nosso maior capital, que é o humano, com qualificação profissional. Agora, temos tempo de preparar as pessoas para o início das atividades [da Saipem]. Daqui sairão vários cursos para esse tipo de atividade e isso já é o primeiro sinal da empresa de comprometimento com a nossa cidade”, avaliou a prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB).

Previsões
O programa de investimentos da empresa na Baixada Santista prevê a instalação de uma Base Logística de Dutos e um CTCO (Centro de Tecnologia e Construção de Offshore). De acordo com a empresa, ambos os projetos devem gerar cerca de mil empregos diretos. A previsão é de que a Saipem comece a operar na região no mês de agosto e que gere cerca de mil empregos diretos.

Local
A Base de Apoio Logístico da Saipem será erguida no antigo terreno da mineradora Nobara, no Centro Industrial e Naval de Guarujá, o Cing, próximo ao Porto de Santos.

Cursos
De acordo com o representante da Petrobras, o secretário executivo do Fórum Regional da Bacia de Santos, Jaime Shigueru Taka, os cursos profissionalizantes serão ministrados pelo Senai, escolas técnicas, USP e Unicamp. “A Petrobras vai capacitar, até 2015, através do pré-sal, aproximadamente 212 mil pessoas em todo o país, para atender essa demanda. Na região, já iniciamos esse ano o processo de capacitação com mil vagas e devemos ter mais vagas a partir do 2º semestre, até chegarmos a cerca de cinco mil vagas a serem capacitadas na região”, afirmou.

Previsão é que empresa comece a operar na região em agosto e que gere cerca de mil empregos diretos

Artigos Relacionados

Sobre o autor

Número de entradas : 6986

Deixe um comentário

*

© Copyright 2012 - Sistema Costa Norte de Comunicação

Voltar para o topo