Golfinho resgatado não resiste a tratamento

O golfinho fêmea adulto, da espécie Stenella clymene, que estava no CRAM (Centro de Reabilitação de Animais Marinhos) Reviva, na Ilha dos Arvoredos, em Guarujá, infelizmente, não respondeu ao tratamento e morreu na noite do último dia 28. A necropsia confirmou alteração pulmonar e gastrointestinal no mamífero marinho. A espécie, que tinha cerca de cerca de 2m e 70 kg, havia sido resgatada na Praia de Itaguaré, em Bertioga, na manhã do dia 18. Pescadores locais foram quem acionaram membros da DOA (Diretoria de Operações Ambientais) da cidade. Encalhado, o animal apresentava instabilidade no nado e foi levado para o CRAM-Reviva, onde passou a ser monitorado 24h por veterinários e biólogos.

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação