Hospital Municipal começa a realizar teste da orelhinha em recém-nascidos

“Só faz cosquinha”, afirma a fonoaudióloga

O Hospital Municipal de Bertioga, gerido pela FuABC iniciou nesta segunda-feira (16) a realização do chamado teste da orelhinha nos recém-nascidos. O exame identifica precocemente o risco de a criança perder a audição. “Não dói e é feito em cinco a dez minutos” explica a fonoaudióloga Aline Leite Campo, contratada pela organização social para realizar o exame em todas as crianças nascidas na cidade.

A profissional esclarece que sem o teste é comum a mãe notar a dificuldade de compreensão e comunicação da criança somente após 01 ano de idade, quando o filho começa a balbuciar e não aprende a falar.

Resultado

O resultado é conhecido logo após os testes e anotado na carteirinha do bebê que o acompanha em todas as consultas ao pediatra. O exame não é invasivo e consiste na introdução de uma pequena sonda na orelha da criança, que emite sons de baixa intensidade e registra os dados em um computador. A fonoaudióloga dá até oportunidade à mãe de colocar o teste em sua própria orelha para que sinta o que será feito na criança.

Lei 

Teste da orelhinha é gratuito e segue a lei federal 12.303, de 02 de agosto de 2010.

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação