Prefeita solicita ao Estado ampliação de leitos UTI no HSA em Guarujá

Pela 1ª vez, rede municipal terá equipe específica só para traumatologia

Durante audiência com o secretário estadual da Saúde, Giovanni Cerri, e prefeitos da Baixada Santista, na tarde da última segunda-feira (17), na capital, a prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito (PMDB), solicitou ao Estado uma atenção maior ao HSA (Hospital Santo Amaro), o único que atende pelo SUS (Sistema Único de Saúde) no município.
Antonieta solicitou a ampliação de 10 leitos para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no HSA. Atualmente, o hospital possui 20 leitos adulto UTI, seis UTI’s neonatais e três infantis. Todos esses pacientes são assistidos pelo SUS. Ao todo, são 29 leitos UTI, via SUS. Um leito infantil é destinado aos convênios. A prefeita ainda destacou a importância do funcionamento do Hospital Maternidade Ana Parteira para o município, além do aumento do repasse do teto SUS às cidades da Baixada Santista.
Para o secretário municipal da Saúde de Guarujá, Cássio Luiz Rosinha, que também esteve presente ao encontro, a reunião foi bastante proveitosa porque mostrou o interesse do Governo do Estado pela Região Metropolitana da Baixada Santista. “Foi uma reunião política que traz boas expectativas aos gestores de saúde das nove cidades da região”, disse.

Questionamentos
De acordo com Rosinha, os questionamentos das autoridades presentes foram similares, respeitando-se as peculiaridades de cada localidade. No caso de Guarujá, o HSA Amaro foi citado devido à sua importância para a população da cidade e também de Bertioga. Além disso, foram expostas as dificuldades nas áreas de ortopedia, oncologia e cirurgia pediátrica.
O Saneamento Básico também foi outro assunto bastante comentado. “Sabe-se que quanto maior for à cobertura dos serviços de saneamento, melhor a qualidade de vida da população naquela região”, disse Rosinha.
Participaram também da reunião, o médico infectologista David Uip, que será responsável em coordenar a recém-criada Agência da Saúde da Baixada Santista. O objetivo desse grupo de trabalho é articular ações integradas, para melhorar a assistência aos pacientes da região.

PAM Rodoviária

Desde esta terça-feira (18), foi implantado em Guarujá, o serviço de traumatologia na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Dr. Matheus Santamaria, localizada na avenida Santos Dumont, 995, Santo Antonio, também conhecida como PAM Rodoviária. O serviço funcionará 24h. Até então, somente o HSA realizava esse tipo de atendimento.
Segundo a gerência de Urgência e Emergência do município, cerca de 20% de atendimentos na UPA são relacionados à traumatologia. “Por isso, a necessidade deste reforço, já que a demanda, principalmente durante a Temporada é grande”, ressaltou o gerente da Secretaria da Saúde, Augusto Bustamante.
Na UPA, o paciente recebia apenas medicação e, em seguida, era encaminhado ao Santo Amaro. Embora os atendimentos mais complexos continuem no HSA, a UPA terá agora uma sala preparada especialmente para os atendimentos traumatológicos. No local, haverá técnico de gesso, serviço de raio X e médico traumatologista. A Secretaria da Saúde explica que todos os pacientes que sofrerem problemas de trauma, terão que passar primeiro pela UPA da Rodoviária. Se houver necessidade, serão encaminhados ao HSA.

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação