Reunião inicia implantação do Conselho Consultivo do Parque da Restinga

Reunião contou com a participação de representantes de associações

A criação do Conselho Consultivo do Parque Estadual Restinga de Bertioga foi assunto de reunião quarta-feira (03), na Casa da Cultura, em Bertioga. O objetivo é iniciar tratativas para promover a participação de representantes de vários segmentos da sociedade, para assim iniciar os estudos do Plano de Manejo local.
O gestor dos núcleos de São Sebastião e de Bertioga do PESM (Parque Estadual da Serra do Mar) e que também responde interinamente como gestor do Parque Restinga, Edson Marcos Lobato, o Fredê, dirigiu a reunião e comparou o Plano de Manejo do Parque ao PD (Plano Diretor) do município, para exemplificar a importância e a necessidade da participação de vários segmentos da sociedade na elaboração do documento. “É um conselho paritário, com parte de membros do governo e outra parte formada por representantes de ONGs, instituições de pesquisa, entre outros”.
Segundo Lobato, esse documento vai detalhar as atividades que poderão ser desenvolvidos no Parque Restinga. “Será determinado o que fazer e como fazer”.
A previsão é de que o Conselho Consultivo seja escolhido até o final desse mês, após ampla divulgação para participação popular. Sobre o gestor do Parque Restinga, Lobato não soube informar quando será feita a nomeação pelo Estado.

Ações integradas
No encontro, que contou com a participação de representantes de associações, ambientalistas e representantes da prefeitura, ainda foi divulgado o Programa de Ações Integradas, que consiste na fiscalização da área do Parque, por meio da Polícia Ambiental Estadual e prefeitura, com a DOA (Diretoria de Operações Ambientais).
O diretor da DOA, Bolívar Barbanti, revelou que foram realizadas fiscalizações, para o combate à extração de palmito, caça e invasões. O resultado dessa força tarefa foi a demolição de barracos nas Chácaras Mogianas. “No local já estava sendo erguido um muro e havia placa de corretores de imóveis”. Bolívar também ressaltou que os responsáveis pelo local não tinham licença da prefeitura para edificar na área.
A DOA, em parceria com a Polícia Ambiental, prendeu 3 pessoas que praticavam caça na área do Parque Restinga.

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação