Saúde espera vacinar 7 mil pessoas, em Bertioga

Lúcia garante a vacinação para todos os grupos

A expectativa da Secretaria da Saúde de Bertioga é de que 7 mil pessoas do grupo de risco sejam imunizados contra a gripe durante a ‘Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza’ que terá início na segunda-feira (25). Quem faz parte desse grupo de risco são crianças entre 6 meses e 1 ano e 11 meses, idosos acima de 60 anos e gestantes em qualquer mês de gestação.

Segundo a enfermeira e chefe da seção de Saúde Pública, Lúcia Perez Guimarães, a vacina a ser aplicada este ano é trivalente, isto é, imunizará contra o vírus H1N1, H3N1 e a Influenza. “A mesma vacina imuniza contra as 3 doenças”.

Em todo Brasil

A campanha, realizada em todo o Brasil, começa dia 25 e prossegue até 13 de maio. Em Bertioga, no próximo sábado (30) haverá um reforço no trabalho de vacinação, quando cerca 80 profissionais estarão à disposição da população em todas as UBS’s (Unidades Básicas de Saúde). “Será uma oportunidade a mais das pessoas procurarem a imunização”, comentou Lúcia.

Ela ainda explica que no município serão 12 pontos de vacinação, sendo 10 fixos. “Também teremos 2 veículos, as unidades volantes, nos extremos da cidade”. Além disso, quem tiver em casa um idoso acamado deve entrar em contato com a UBS mais próxima para programar o atendimento em casa, detalha a enfermeira.

Riscos

Lúcia reforça a importância da vacinação. “Em idosos ou crianças, por exemplo, uma gripe pode evoluir para doenças respiratórias, como a pneumonia”. Por isso, o Ministério da Saúde determina faixas etárias e grupos com maior risco, como é o caso de gestantes. A enfermeira ainda lembra que com a imunização das crianças é possível evitar a contaminação de outros membros da família.

Outras faixas

Segundo a profissional, após o término da campanha, o Ministério da Saúde pode disponibilizar vacinas para outros grupos, como os doentes crônicos. “São aqueles que têm diabetes, asma ou bronquite, que também podem ter complicações em virtude da gripe”.

Ela faz questão de frisar que haverá doses para todas as pessoas e não há motivo para preocupação em Bertioga.

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação