Santa Casa de Misericórdia de Ilhabela presta contas à prefeitura

Ilhabela

Da redação

Sob intervenção municipal desde 23 de junho do ano passado, a Santa Casa de Misericórdia de Ilhabela apresentou, na noite de terça-feira, 9, a prestação de contas do ano de 2017 ao prefeito Márcio Tenório. O encontro contou com a presença de diversos membros do setor administrativo da casa, além do secretário adjunto de Saúde Gustavo Barboni, e o interventor, médico e secretário de Saúde Marco Antônio Gênova.

Durante o ato, o prefeito foi informado de que ocorreram inúmeras correções de salários, profissionalização de projetos, estruturação jurídica, controle de horas extras, valorização dos funcionários, economia, dados financeiros, regularização dos contratos, entre outros.  Márcio Tenório destacou: “Essa parceria entre Santa Casa e prefeitura gerou economias, e isso é muito importante. Continuaremos o trabalho para provar à promotoria que tomamos a decisão correta. Não vamos desistir. Vamos nos desdobrar para continuar melhorando a qualidade de vida de cada cidadão”.

O prefeito ainda informou que a documentação entregue será apresentada ao Ministério Público, Ministério do Trabalho e outros órgãos de controle e fiscalização, a exemplo do Conselho Municipal de Saúde de Ilhabela.

“Nosso objetivo é economizar, algo que vem acontecendo depois da intervenção municipal. Tomamos essa decisão, pautados em análises criteriosas a respeito da aplicação do erário na saúde de Ilhabela. Precisamos continuar o trabalho sem falhas, com eficiência e responsabilidade. Diferentemente do que vinha acontecendo nos últimos anos”, declarou o prefeito Márcio Tenório.

O atual convênio com a entidade começou em 2013 com prazo para encerrar em maio de 2018, e objetiva o desenvolvimento das ações e serviços para a assistência integral à saúde da comunidade, visando a reorganização gerencial, o aperfeiçoamento e a expansão da capacidade operacional do Sistema Único de Saúde na cidade, e a execução de ações suplementares de assistência à saúde, em parceria com o poder público municipal.

Os serviços compreendem: desenvolvimento de programas na área da saúde; coordenação da atenção básica/primária com a administração e acompanhamento das Estratégias Saúde da Família (ESF), Saúde Bucal (ESB), Agentes Comunitários de Saúde (ACS), Agentes de Combate às Endemias (ACE) e outras estratégias assistenciais a ser adotadas pelo Ministério da Saúde e  inseridas no convênio por meio de termos aditivos; assistência ambulatorial; serviço de diagnóstico por laboratório clínico; exames complementares de diagnóstico; serviços hospitalares compreendendo a administração do hospital Governador Mário Covas Júnior e do pronto-socorro municipal; remoção inter-hospitalar e transporte sanitário para serviços de referência; execução do serviço de atendimento móvel de urgência (Samu 192); apoio às ações de vigilância em saúde no controle de endemias e combate à dengue, simulídeos e controle de zoonoses.

Foto Cláudio Rodrigues / PMI

 

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação