gonzaga

Casa de Noel leva magia natalina à praia do Gonzaga

O show gratuito da Banda Panetone tem por objetivo a formação de público em torno da simbologia natalina

Eles são agitados, cantam alto, fazem piada e brincam. Com pinta de pop star, Papai e Mamãe Noel chegam a Santos neste sábado, 9, às 20h, com a Banda Panetone, para um show na praia do Gonzaga (em frente à rua Marcílio Dias), com grande elenco, coreografias e figurino rico em cores.

Além de iluminação, sons e efeitos especiais, o repertório musical mescla as tradicionais cantigas natalinas com MPB e canções como Boas Festas, de Assis Valente; Jesus Cristo, de Roberto Carlos; Natal Todo Dia(versão em português de Hill The World, de Michael Jackson) e pot-pourri de ritmos brasileiros.

Além de uma celebração com o público, o show, gratuito, transmitido ao vivo pelo Youtube e Facebook, tem por objetivo a formação de público em torno da simbologia natalina. O musical conta com a participação de 40 pessoas, entre produtores, músicos, atores, técnicos de som e luz, jornalistas, publicitários e designers.

O publicitário Bruno Chamochumbi, que encarnou Papai Noel pela primeira vez em 1997, aos 15 anos, diz que seu personagem difere dos demais. “Ele não dá presente nem fica sentado numa cadeira, oferecendo balinha para as crianças e perguntando o que elas querem ganhar. É um senhor bastante animado, que oferece ao público música, alegria, emoção e muita diversão”.

Wana Narval, que há seis anos interpreta a Mamãe Noel, diz que a Casa de Noel é uma paixão: “Fico esperando a hora de a gente se apresentar”. O show já foi encenado em Americana e Águas de São Pedro (SP), e depois segue para São José dos Campos, Guararema, Campinas e Campos do Jordão. A turnê será encerrada dia 23, na capital.

O espetáculo, que conta com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura, por meio do Proac, tem direção geral de Bruno Chamochumbi, direção artística de Carlos ABC, produção de Fabiane Ducatti e direção musical de Hermes Petrini.

Tradição

O projeto Casa de Noel surgiu em 2000, primeiro como mostra de arquitetura e decoração em Piracicaba e, seis anos depois, adotou o perfil de um projeto cultural, que se tornou itinerante em 2007. De acordo com a organização, cerca de 400 mil pessoas já participaram. Para o diretor musical, o ponto importante do espetáculo é que Papai Noel sabe que é o segundo maior símbolo de Natal, o que não descaracteriza a festa religiosa. “Assim, valores são essenciais para fazer parte de nosso repertório. A inspiração maior é a necessidade de amor e esperança que todos temos, ainda mais em tempos turbulentos como o nosso”.

 

 

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação