Roubo parcialmente frustrado pela PM em Boraceia

Uma festa de aniversário foi interrompida por três ladrões que invadiram a casa em que acontecia, terminando com dois deles foragidos, um preso em flagrante e a maioria dos pertences recuperados

Reunidos em uma casa de veraneio em Boraceia para festejar o aniversário de 15 anos de um garoto, no último sábado, 7 de outubro, 35 moradores de Santos, incluindo três crianças e 17 adolescentes, viveram momentos de horror durante um roubo à residência em que estavam, invadida por três indivíduos encapuzados com balaclavas, por volta da meia-noite.

Enquanto dois deles, munidos de revólveres, confinaram as pessoas na parte posterior da residência, ameaçando matá-las, um terceiro, armado com um canivete, foi recolhendo joias, celulares, dinheiro e relógios, vasculhando malas e também três dos 11 veículos estacionados na garagem e em frente à casa.

Entretanto, um dos convidados, que estava no banheiro no momento da invasão, percebeu o que se passava e conseguiu acionar o Centro de Operações da Polícia Militar do Estado de São Paulo (Copom) pelo telefone 190. Como havia recebido o endereço da festa através do Whatsapp, teve como fornecer a localização exata da ocorrência para a Polícia Militar, que chegou em cerca de 15 minutos. Os ladrões foram convencidos pelas vítimas a não arrombar a porta do banheiro, sob a alegação de o homem que se encontrava lá estava tomando banho e sofria do coração.

Ao chegar, da rua, a polícia avistou dois assaltantes, um com capuz e outro com uma camisa amarrada na cabeça. As vítimas ouviram os meliantes comentarem entre si que algo estava errado, e, a seguir, dois disparos, feitos através da janela da frente pelo ladrão encapuzado, contra os policiais. Na sequência, ouviram tiros disparados pelos PMs contra eles, e todos se jogaram no chão.

Os meliantes então correram para o fundo da casa, dois deles subiram no muro lateral, de onde o mesmo indivíduo encapuzado voltou a atirar duas vezes nos policiais, que revidaram, mas eles conseguiram fugir. A polícia encontrou, caído no chão e baleado na perna, o ladrão que tinha o rosto coberto por uma camisa, armado com um canivete de aço inox com cabo de madeira.

Ele foi preso em flagrante e depois levado pela ambulância do Samu para o Hospital Santo Amaro, no Guarujá, onde ficou sob escolta policial, e ainda não havia sido ouvido até o registro do boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia de Bertioga, `pouco depois da quatro horas da madrugada de domingo.

No quintal da residência, os policiais encontraram também uma mochila, roubada de um dos amigos do aniversariante, e através de um dos telefones celulares roubados, que estava dentro dela, uma das vítimas conseguiu localizar o sinal de outro celular roubado em uma rua atrás da casa. Lá, outra viatura policial encontrou uma calça jeans suja de sangue e com um buraco feito pelo projétil de um dos tiros, contendo nos bolsos o telefone que emitiu o sinal e algumas joias.

Tudo durou 25 minutos. Ao todo, os meliantes tinham recolhido cinco colares, um cordão, quatro anéis, três alianças e um par de brincos de ouro, um celular LG, um celular Samsung e três iPhones, além de um relógio da marca Náutica e outro da grife Hugo Boss, no total avaliado em mais de R$ 20 mil, além de adornos de prata das crianças e adolescentes, de vidros de perfume e de R$ 450. Tudo foi recuperado, exceto os brincos, as alianças, uma delas cravejada de rubis, e o relógio Hugo Boss. Os policiais e as vítimas não foram feridos.

Estela Craveiro

foto: JCN

Notícias Relacionadas

Comentários estão fechados

Sistema Costa Norte de Comunicação