Após o período de lockdown, Santos voltou à fase emergencial do Plano São Paulo, a partir de segunda-feira (5). O decreto nº 9.287, divulgado no domingo, no Diário Oficial, manteve suspenso o funcionamento dos estabelecimentos comerciais, comércio ambulante e de prestadores de serviço na cidade, com exceção dos serviços essenciais, com regras específicas.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp http://bit.ly/CNnoticiasdolitoral E receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

O acesso à praia e o calçadão continuará proibido, como prevê o plano estadual. Já as atividades físicas individuais podem voltar a ser realizadas nas ruas sem restrição de horário.

Na cidade de Santos, o número de pessoas internadas na rede de saúde devido à covid-10 aumentou de 671 para 697. A taxa geral de ocupação dos 861 leitos covid-19 disponíveis está em 81%. Entre os 420 leitos de UTI, a ocupação é de 90%. Na rede SUS, a taxa é de 86% e na rede privada, de 94%.VOLTA ÀS AULAS

Mesmo com os números alarmantes, a previsão é que as aulas da rede municipal de ensino sejam reestabelecidas. Desde o dia 4, os estabelecimentos privados de educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e educação profissionalizante para aulas e demais atividades letivas presenciais estão autorizados a funcionar.

A Secretaria de Educação (Seduc) está organizando a retomada de atividades nas escolas da rede municipal, a partir de 12 de abril, de acordo com os protocolos sanitários necessários.

NÚMEROS COVID

Na segunda-feira (5), a prefeitura recebeu também 100 notificações de covid-19 entre os munícipes. O número de casos acumulados passou de 39.158 para 39.258. São 35.389 pessoas já reabilitadas da doença desde o início da pandemia. Oito novas mortes de residentes foram confirmadas. Referem-se a sete homens, entre 48 e 69 anos, falecidos entre 30 de março e 4 de abril, e uma mulher, de 76 anos, em 3 de abril. Assim, o município registra 1.256 óbitos entre residentes desde o início da pandemia.

*Os números são de segunda-feira, 5 de abril de 2021