Muitos indivíduos relatam escutar barulhos como um apito, chiado, chuva, abelha, panela de pressão, porém sem que haja uma fonte sonora ao redor. Esses http://otoclinic.com.br/zumbido-no-ouvido-aparelho-auditivo/ . Isto é, um som percebido no ouvido ou na cabeça, mas sem uma fonte sonora por perto.

O zumbido pode estar relacionado a diversas causas, como a perda auditiva, exposição ao ruído por longos anos, uso abusivo dos fones de ouvido, medicamentos, stress, alimentação, entre outros. 

Para descobrir a causa específica do zumbido, deve-se realizar vários exames. No entanto algumas pessoas acabam desistindo dessa procura, relata a fonoaudióloga Viviane Ribeiro, da Otoclinic Aparelhos Auditivos: “Alguns indivíduos acabam se “adaptando” ao zumbido, outros não conseguem conviver com esse barulho e acabam entrando em depressão e distanciamento familiar”.

Se o zumbido for relacionado à perda auditiva, o http://otoclinic.com.br/aparelho-auditivo facilita no tratamento, já que o mesmo amplificará os sons, como fala e ruído, e em alguns casos acabam até mascarando o chiado, sendo relatados por parte dos pacientes.

Porém, com o avanço da tecnologia, os aparelhos auditivos contam com um recurso conhecido como gerador de som, o qual pode ser habilitado em pacientes com ou sem perda auditiva, causando melhoria da perturbação do zumbido e da deficiência auditiva.

É necessário estar atento aos sinais do nosso organismo: “Caso apresente um zumbido após um resfriado com duração superior a uma semana, tontura ou perda auditiva repentina, procure um profissional especializado para uma avaliação”, sugere a fonoaudióloga.