Estima-se que no Brasil a diabetes chegue a atingir mais de 13 milhões de pessoas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), sedentarismo, tabagismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, má alimentação, obesidade e poluição do ar são fatores de risco que impulsionam o crescimento da incidência das doenças crônicas. 

E qual a https://otoclinic.com.br/ ? Pesquisas indicam que os diabéticos têm duas vezes mais chances de desenvolver perda auditiva do que aqueles sem a doença. 

Um estudo publicado no Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism analisou resultados de outros 13 estudos envolvendo mais de 20.000 indivíduos dos EUA, da Austrália, da Ásia e do Brasil. Em todas as pesquisas, com exceção de uma, foram encontradas ligação entre diabetes e perda auditiva. 

Os pesquisadores não sabem exatamente por que a diabetes afeta o sentido da audição, no entanto, eles suspeitam que os altos níveis de glicose no sangue ocasionem danos aos pequenos vasos sanguíneos do https://otoclinic.com.br/dor-de-ouvido/ . Entretanto, também é desconhecido o fato de que ter um melhor controle de açúcar no sangue poderá diminuir algum risco de perda auditiva.

A pessoa diabética já tem em sua bateria de exames, os exames visuais e de insuficiência renal, porém nem sempre a avaliação auditiva é solicitada. O ideal é controlar o diabetes e realizar a avaliação auditiva anualmente.

Assim, o paciente poderá levar uma vida saudável e acompanhar os eventuais agravos causados por essa doença ao https://otoclinic.com.br/aparelho-auditivo/ .