Já faz um tempo que ter domínio de outra língua, além do português, é uma exigência básica para, por exemplo, realizar provas de vestibular e mesmo de concursos públicos. 

No decorrer da vida profissional, ter a capacidade de se comunicar em inglês ou em espanhol são boas habilidades para quem quer encontrar as melhores oportunidades de emprego. 

Mas nem todo mundo tem a oportunidade de https://www.cambiostore.com/ ou de fazer um intercâmbio no Reino Unido para praticar o inglês. Além disso, os cursos de idioma não são tão baratos no Brasil e muitos deles exigem longos anos de dedicação. Então, como aprender inglês sem gastar muito?

Muita gente não sabe, mas as universidades públicas brasileiras, sejam elas as estaduais ou as federais, possuem cursos de extensão para atender as pessoas que não têm vínculo com as instituições de ensino, isto é, as pessoas da comunidade em geral. 

Em muitas universidades que têm cursos de Letras, há cursos de extensão de idiomas e o inglês é um dos mais procurados. As aulas são ministradas por outros alunos de idioma da universidade. 

E os cursos, assim como os materiais utilizados em aula, costumam ser mais em conta do que os cursinhos tradicionais de inglês. Mesmo assim, é interessante verificar junto às secretarias dos cursos se pessoas de baixa renda podem ter descontos em suas matrículas e mensalidades, por exemplo.

Outras boas alternativas para quem não tem como desembolsar grandes quantias são os sites e aplicativos voltados para o aprendizado online e interativo de novas línguas. 

Nessas plataformas, a pessoa geralmente conta com um material audiovisual, e além de ouvir a pronúncia das palavras, também pode fazer alguns exercícios para treinar a escrita.

A maioria desses sites são gratuitos, bastando a pessoa se cadastrar com dados como email e nome completo. Mas eles também oferecem versões pagas, nos quais, entre outras funcionalidades, é possível fazer os exercícios offline, além de testar o progresso do aprendizado. 

Outra atitude que pode ajudar as pessoas que querem aprender inglês sem gastar muito é assistir os seriados e filmes com seu áudios originais, em inglês.

Essa é uma maneira efetiva de se acostumar com a fala e a escuta da língua estrangeira. E, quanto mais a pessoa se afeiçoa às palavras em inglês, mais rápido ela consegue assimilar a pronúncia e a forma da língua.

Além disso, colocar os áudios de filmes em seu idioma nativo é muito importante para captar a forma da língua no dia a dia, melhorando a noção sobre conversação. 

Outra dica valiosa para quem quer melhorar o inglês é ouvir mais músicas na língua e, concomitante a isso, fazer traduções das letras. É válido a pessoa procurar na internet a canção e acompanhar, por exemplo, as partes que são faladas e, depois disso, fazer traduções.

Nesses casos, é possível encontrar dicionários em inglês que, além de fornecer o significado, também oferecem a pronúncia da palavra, possibilitando o treino da forma da fala. 

As pessoas podem não ter uma grana sobrando para viajar para os Estados Unidos ou mesmo para fazer os cursos de idiomas, mas todo mundo tem dinheiro para pagar o acesso à internet, certo? 

Pois bem, e ela é um grande aliado para quem quer aprender um idioma. Além dos sites e aplicativos de aprendizado, é também possível encontrar muito material em inglês para ler. Sites de notícias, revistas e mesmo livros em inglês são gratuitamente encontrados na internet.

E essa é uma forma eficiente de expandir o conhecimento na escrita e adquirir vocabulário em inglês. É interessante que a pessoa reescreva as palavras que conheceu em um caderno e que o revisite constantemente para sempre relembrar e reforçar as palavras aprendidas.