Se você conhece a sensação de finalmente comprar aquela bolsa maravilhosa, provavelmente também sabe que dá uma certa pena usá-la pela primeira vez com medo de estragar o tecido antes do tempo. O desgaste dos produtos é algo natural, mas você pode sim tomar alguns cuidados para manter a sua bolsa sempre bem cuidada.

Um dos cuidados básicos é manter sempre o couro hidratado, pois isso evita as temidas rachaduras que aceleram o processo de degradação natural do couro. Porém, existem produtos específicos para esse procedimento, então cuidado para não usar algum errado e acabar estragando sua bolsa favorita. 

A seguir você confere algumas dicas bem simples de como limpar e manter suas bolsas de couro com uma aparência sempre nova. 

Limpeza constante

Já faz um tempo desde que a ideia de que "bolsa é coisa de mulher" é fracassada. Hoje, inclusive, é muito fácil encontrar modelos belíssimos em coleções masculinas nas principais lojas. Porém, há um detalhe muito prático na diferença do uso das bolsas por homens e mulheres: a limpeza.

As mulheres, de forma geral, costumam carregar mais itens na bolsa do que os homens, e naturalmente vai acumulando mais sujeira no seu interior. Se você é uma pessoa que não se incomoda com restos de maquiagem, papéis e cinzas de cigarro no fundo da sua bolsa, é hora de rever isso. 

Embora o couro seja um material mais resistente que muitos outros, ele pode facilmente ser danificado por objetos “bobos” do cotidiano, e isso inclui sujeira da bolsa. Basta seguir as instruções de lavagem do fabricante, ou se quiser criar o hábito, limpar o interior dela com lenços umedecidos sempre após o uso. 

Cuidados com o formato original da sua bolsa 

Você escolheu a sua bolsa favorita por uma série de motivos, e o formato dela com certeza está entre eles. Novamente: o couro tende a ser um material mais resistente que os demais, mas isso não impede que ele deforme. 

Normalmente as bolsas novas — ou seminovas em bom estado — são vendidas com espumas ou plásticos inflados no seu interior. E isso tem uma função muito importante na qualidade do produto. Eles servem para manter o formato original da peça enquanto ela fica guardada no estoque. 

Muita gente acaba se desfazendo desses materiais assim que chega em casa, e esse é um erro gigantesco. Mesmo se você não quiser manter os plásticos originais, preencha a bolsa com algum tipo de volume antes de guardá-la. Pode ser um amontoado de lenços, uma blusa, ou até mesmo acessórios específicos para isso. 

Detalhes merecem atenção

Não importa se a sua bolsa é de marca X ou Y, ela provavelmente vai ter detalhes em metal com o logo da marca, ou em zíperes e fivelas comuns na maioria dos modelos. Embora eles sejam detalhes — porém funcionais — nas bolsas, merecem tanta atenção quanto o restante dela. 

Os materiais brilhantes possuem uma tendência natural de oxidação, e com isso vão escurecendo com o tempo. A melhor maneira de conservar os metais com aparência original por mais tempo é limpando sempre com água e uma gotinha de sabão neutro após o uso.

O corpo libera oleosidade natural, e quando combinada com cremes e outros cosméticos que acabam entrando em contato com a bolsa através das mãos, aceleram a oxidação. Se preferir, tenha sempre um limpador spray no armário, fazendo uma limpeza dessas partes de tempos em tempos. 

Respeite o volume máximo da sua bolsa 

As bolsas apresentam diferentes tamanhos por um motivo. Cada pessoa tem um tipo de necessidade na hora de transportar seus pertences do dia a dia, sejam eles em menor ou maior quantidade. 

Se você comprou uma bolsa de colo, não adianta achar que ela é de viagem e sobrecarregar o espaço interno com carteira, garrafa d'água, chaves, celular, blusa e notebook. Encher além da capacidade máxima não apenas deforma a bolsa, como aumenta os riscos dela romper as alças ou causar rachaduras no couro.

Parece uma coisa óbvia, mas muita gente acaba vendo a bolsa se degradar em pouco tempo e culpa o fabricante depois. Se você sabe que precisa de mais espaço, opte por um modelo maior ou otimize a quantidade de itens indispensáveis.