Diante da instabilidade apresentada pela economia brasileira nos últimos anos, muitas pessoas estão optando por realizar um investimento de longo prazo, visando garantir uma certa segurança durante o período de aposentadoria. 

Além disso, investimentos que somente terão os seus rendimentos retirados daqui a 20, 25 ou 30 anos são uma forma de proteger parte do seu patrimônio e garantir um futuro mais estável.   

Pensando nisso, diversas dúvidas podem surgir na hora de escolher a melhor aplicação. Se vale mais a pena apostar na previdência privada vida gerador de benefício livre (VGBL) ou no plano gerador de benefício livre (PGBL)? A previdência privada é a única escolha de quem quer realizar um investimento a longo prazo?  

É comum que perguntas como essa apareçam ao longo do processo, principalmente para quem ainda não tem muita experiência no mercado financeiro. Por isso, separamos aqui algumas dicas sobre como escolher o investimento de longo prazo ideal para você. Confira agora!  

Aspectos importantes para avaliar antes de investir

Ao decidir realizar qualquer tipo de investimento, você deve sempre ficar atento aos seus objetivos - a curto, médio e longo prazo -, além de compreender todas as suas necessidades pessoais e se certificar que o horizonte de investimento e a liquidez das aplicações escolhidas estão de acordo com tudo isso.   

Dessa forma, é imprescindível que a sua carteira de investimentos mantenha sempre o rumo da diversificação e fique dividida entre todos os alcances de aplicação (curto, longo e médio).   

Por isso, quando for escolher o investimento a longo prazo que melhor se adapta à você e às suas necessidades, não se esqueça de garantir também outras aplicações para a sua carteira.  

Afinal, o que são investimentos de longo prazo?

Os investimentos de longo prazo são aqueles que apresentam retorno e resgate em um prazo superior a dez anos. 

De maneira geral, são feitos aportes pelo investidor durante o tempo pré determinado no início do contrato e o seu rendimento visa um ou mais objetivos no longo prazo, como por exemplo, pagamento da faculdade dos filhos, compra de uma casa ou até mesmo a garantia da aposentadoria.   

Os investimentos de longo prazo devem ser os últimos na ordem de prioridade de qualquer investidor, visto que o horizonte para esse tipo de aplicação é bem maior e mais distante quando comparado com os outros.   

Como funcionam os investimentos de longo prazo?

Essa margem de tempo mais folgada confere a você maior tranquilidade para estabelecer objetivos e analisar com calma qual aplicação melhor se aplica a sua situação.   

Apesar do planejamento ser de extrema importância, a execução também é. Após a escolha do investimento ideal, você deve ser consistente nos seus aportes e realizá-los da maneira correta, tendo em vista que o aumento do rendimento só depende de você.   

A análise da liquidez e rentabilidade do investimento são partes importantes que também fazem parte da manutenção do mesmo, a qual deve ser feita periodicamente pelo investidor a fim de verificar se tudo está ocorrendo conforme o planejamento.   

Quais investimentos realizar?

Atualmente, aqui no Brasil é possível encontrar diversas opções de investimentos de longo prazo disponíveis no mercado.  Existem ótimas alternativas para todos os perfis de investidores, desde o moderado até o agressivo. Vale a pena conferir algumas e ver se você encontra a aplicação perfeita.   

Tesouro IPCA+

Os títulos do Tesouro Direto são aplicações de caráter versátil e aconselháveis para quem tem o desejo de investir a longo prazo.

O Tesouro IPCA+ é uma modalidade para aquele investidor nessa categoria porque oferece uma rentabilidade segura ao longo dos anos, visto que remunera sempre a inflação acrescida de uma taxa de juros, o que acaba por proteger o investimento da inflação.   

Fundos de Ações

Os Fundos de Ações equilibram a aplicação em ações da Bolsa e apresentam a vantagem de terem uma tributação favorável em comparação a outros investimentos do mesmo tipo. Isso ocorre porque a sua alíquota única é de 15%, independentemente de qual seja o prazo de aplicação.  

Antes de escolher esse investimento é preciso ficar atento a alguns detalhes, como por exemplo, a rentabilidade já apresentada por essa aplicação não pode ser tida como garantia para rentabilidade futura.   

Além disso, também é interessante analisar o currículo dos gestores do fundo escolhido para tomar as melhores decisões.   

Previdência privada 

A previdência privada vem sendo escolhida como uma das principais aplicações de longo prazo atualmente. Principalmente após a reforma da previdência, muitas pessoas passaram a considerar essa opção como um complemento da aposentadoria.   

Dessa forma, antes de realizar esse investimento, é preciso analisar algumas características como o tipo de imposto de renda declarado e qual tipo de retirada você gostaria de fazer lá na frente.   

Assim, é possível perceber que existem diversas opções para quem busca um bom investimento a longo prazo para diversificar a carteira e garantir a tranquilidade lá na frente.   

É importante ter em mente que essas não são as únicas opções e que é possível encontrar uma aplicação que se encaixe da melhor maneira nas suas condições e expectativas.