A carreta do programa “Mulheres de Peito”, da Secretaria Estadual da Saúde, chegou à Costa Norte de São Sebastião nesta segunda-feira, 10. Após passar pela região central, o veículo que chegou ao município no último dia 3, atenderá na Avenida Machado de Assis, no Canto do Mar, até o dia 15, de fevereiro.

Participe dos nossos grupos ℹ  http://bit.ly/CNAGORA3  🕵‍♂Informe-se, denuncie!

A iniciativa, realizada em parceria com a Secretaria de Saúde (SESAU) da prefeitura de São Sebastião, atende mulheres com idade entre 35 e 69 anos, para a realização gratuita de exame de mamografia, sem necessidade de pedido médico, mediante apresentação de RG e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Os exames serão realizados de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 13h, exceto feriados, com distribuição de 50 senhas por dia. As imagens captadas pelos mamógrafos são encaminhadas para o Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem (Sedi), da Secretaria de Estado da Saúde, que emite laudos à distância, na capital paulista. O resultado sai em até 48 horas após a realização do procedimento.

Caso sejam detectadas alterações no exame ou suspeitas de câncer, a paciente será encaminhada a um serviço de referência do Sistema Único de Saúde (SUS) para fazer exames complementares, acompanhamento ou tratamento, conforme as particularidades.

Programa Mulheres de Peito

O Programa “Mulheres de Peito” é uma iniciativa da Secretaria Estadual de São Paulo, tendo como objetivo de ampliar o acesso e incentivar as mulheres a realizarem exames de mamografia pelo SUS em todo o Estado. Para isso, as carretas percorrem os municípios paulistas ininterruptamente.

O programa também visa rastrear o câncer de mama e incentivar a realização de exames preventivos para a detecção precoce da doença. A carreta utilizada tem 15 metros de comprimento, 4,1 metros de altura e, quando aberta, 4,9 metros de largura.

O veículo tem mamógrafo, ultrassom, conversor de imagens analógicas em digitais, impressoras, antenas de satélite, computadores, mobiliários e sanitários, além de uma equipe multidisciplinar. A ação acontece em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (Fidi).