Uma pesquisa nacional realizada pelo laboratório nacional que fabrica um dos principais remédios para dores abdominais mostra que 39% dos entrevistados dizem sofrer de dor, cólica ou desconforto abdominal, sendo 36% dos homens e 43% das mulheres. A maior proporção (43%) está na faixa etária dos 16 aos 39 anos.

Participe dos nossos grupos ℹ  http://bit.ly/CNAGORA4  🕵‍♂Informe-se, denuncie!

O estudo relatou que 97% dos que sofrem com dores, desconfortos e cólicas abdominais dizem que a qualidade do seu trabalho (incluindo trabalho em casa) foi afetada por ter dor/cólica/desconforto abdominal, sendo que 58% notam que seu trabalho é afetado frequentemente ou muito frequentemente.

Os números refletem a gravidade e importância das dores e cólicas na qualidade de vida e de trabalho dos brasileiros e brasileiras.

Toda terça-feira o médico Rodrigo Betarelli participa do programa Opinião 2.0 respondendo dúvidas dos ouvintes sobre saúde, nesta terça o tema foram as dores abdominais e as cólicas.

Confira as principais causas, sintomas e alternativas de tratamento no quadro de saúde do Opinião 2.0:

O programa Opinião 2.0 vai ao ar de segunda a sexta, ao vivo, das 12h às 13h, na TV Costa Norte 48.1 digital, canal 15 da NET, Rádio Praia FM 106,1 e nos canais do Youtube e Facebook do Sistema Costa Norte de Comunicação.