O governo do estado anunciou que, pelo segundo ano consecutivo, as Travessias Litorâneas não terão suas tarifas reajustadas. A medida foi adotada pela Secretaria de Logística e Transportes (SLT) e beneficiará os 20 mil usuários (pedestres, ciclistas e veículos) que utilizam o sistema diariamente.

Participe dos nossos grupos ➤ https://bit.ly/COSTAINFO3 📲 Informe-se, denuncie!

O reajuste era realizado anualmente, no entanto, desde que a SLT, por meio do Departamento Hidroviário, assumiu a gestão, em 2019, esse aumento não foi aplicado. Ainda assim, foram realizados investimentos importantes nas Travessias Litorâneas, que permitiu uma melhora significativa em todo o sistema e um atendimento mais ágil aos usuários.

“As travessias recebem desde o início da nossa gestão uma atenção especial. Melhoramos o sistema, reduzimos significativamente o tempo de espera e trouxemos mais segurança aos usuários, mesmo sem reajustar as tarifas nesse período”, ressalta João Octaviano Machado Neto, secretário de Logística e Transportes do estado de São Paulo.

Conforme destacado pelo governo, o programa de Reformas e Manutenção foi responsável pela entrega de onze embarcações modernizadas. Além disso, foi implantado um modelo de manutenção, que passou a ser 24h, e criado o aplicativo Travessias, que informa em tempo real a espera de cada travessia, as condições climáticas e disponibiliza imagens 24 horas por dia.

Além disso, com as mudanças, as travessias litorâneas contaram, no Verão 19/20, com a maior quantidade de embarcações dos últimos cinco anos. Esse investimento resultou em uma redução de 57% na média do tempo de espera para embarque nas balsas, nesse período, quando 2,7 milhões de pessoas passaram pelas oito travessias.

Outra novidade implantada pela atual gestão foi que, pela primeira vez, as Travessias São Sebastião/Ilhabela e Bertioga/Guarujá passaram a contar com lanchas exclusivas para pedestres e ciclistas, proporcionando mais agilidade e conforto aos usuários.

Concessão

Em 1º de novembro de 2020, o Departamento Hidroviário assumiu as travessias litorâneas, como parte do processo de extinção da Dersa. O governo de São Paulo já iniciou o processo de concessão das travessias com a contratação da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que irá definir a modelagem desse processo.

“Nosso objetivo é que o sistema esteja concedido em 2021. A concessão irá modernizar todo o sistema, trazendo ainda mais agilidade e conforto aos usuários”, conclui João Octaviano.

Travessias Litorâneas

– Santos/Guarujá

– Bertioga/Guarujá

– São Sebastião/Ilhabela

– Iguape/Juréia

– Cananéia/Ilha Comprida

– Cananéia/Continente

– Santos/Vicente de Carvalho

– Cananéia/Ariri