O vice-presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT), Ciro Gomes, analisou a passagem de Luiz Inácio Lula da Silva na presidência da república entre 2003 a 2011.

Ciro declarou: “Então veja, esse é o grande problema do Lula, teve uma bela passagem na vida brasileira. Vou citar aqui um exemplo. Os romanos quando chegavam em triunfo, junto a Júlio Cézar,  entravam ali todo mundo bajulando. Júlio Cézar com a coroa de louros, vinha um camarada na carruagem, do lado dele, e falava: lembre que tu és mortal. O Lula não tinha essa pessoa. Ou as pessoas que tinham morreram., como foi o Luiz Gushiken.”

Ciro Gomes finalizou criticando a falta de diálogo com a oposição durante o governo Lula.

“O Lula se corrompeu. Virou importante demais, sem contradição, ninguém chegava perto dele pra falar: ‘Lula menos, isso aqui tá errado’. E ai botou a Dilma que não tem vivência nenhuma, e conseguiu eleger e reeleger. Então ele achou que podia tudo. E isso corrompe qualquer ser-humano. Infelizmente foi o que aconteceu no Brasil”, disse Ciro.