"Minha mãe era uma guerreira, batalhadora, cuidava da gente. Não parava um minuto", diz Valério de Souza, o Lelo, do Açaí do Guerreiro, morador do bairro Rio da Praia, em Bertioga, que perdeu a mãe para a covid-19, na sexta-feira, 22. Francisca Maria de Souza, 78 anos, deixou cinco filho, dez netos e dois bisnetos. 

De acordo com Lelo, Francisca já tinha os pulmões debilitados, tendo feito alguns tratamentos, mas estava bem. Porém, logo depois do Dia das Mães começou a se sentir muito cansada e com o avançar dos sintomas foi levada para o Hospital de Bertioga, onde ficou por três dias. "Ela foi transferida para o Hospital Guilherme Álvaro, em Santos, porque um dos rins parou e era necessário fazer hemodiálise".

Participe dos nossos grupos ℹ  http://bit.ly/CNAGORA3  🕵‍♂Informe-se, denuncie!

Em Santos, ela ficou por cinco dias, mas não resistiu e faleceu, na sexta-feira, 22. "Nossa mãe não saia de casa. Mas em alguns momentos ela recebeu alguma visita, por isso a gente se questiona como ela pegou, quem contraiu, quem passou?".  

Desde o início dos problemas de saúde com a mãe, Lelo está em isolamento, pois também teve alguns sintomas compatíveis com coronavírus. "Eu e mais sete pessoas da família ficamos em isolamento. Fomos ao hospital, recebemos orientações, mas apenas uma pessoa, que tem diabetes foi testada. Os demais só foram orientados a ficar em casa". 

Lelo afirma que agora está bem e faz um apelo para que as pessoas fiquem em casa. "Eu falo para todos se cuidarem; a quarentena é muito importante. Tem que evitar sair e se precisar tem que usar máscara e levar álcool em gel. A gente sempre pensa que não vai acontecer com a gente; a gente só crê mesmo quando acontece".

A guerreira

Francisca Maria de Souza era natural de Santa Isabel, região Metropolitana de São Paulo. Foi enfermeira, na Santa Casa de Jacareí, mas ao conhecer aquele que seria seu companheiro de vida inteira, José Cândido de Souza Filho, o Zeca Bambu, trocou a profissão pela família. 

Zeca Bambu era de Bertioga, cuja família já era tradicional no bairro Rio da Praia, antigo Quiçaça, que abriga a unidade do Sesc-Bertioga, e a casa onde o casal criou os cinco filhos existe no bairro há 70 anos.

Casos em Bertioga

Nesta terça-feira, 26, Bertioga conta com 74 casos de covid-19 , segundo boletim oficial da Secretaria de Saúde do município.