Uma megaoperação de combate ao tráfico de drogas e ao crime organizado, desencadeada pela Polícia Civil, resultou na prisão de 16 pessoas, apreensão de drogas avaliadas em cerca de R$ 500 mil e veículos adquiridos com recursos ilícitos, nesta segunda-feira, 6, no Litoral Norte.

A operação intitulada “Teashop” visou desarticular as atividades de tráfico de drogas e de armas lideradas por integrantes de uma facção criminosa, onde o líder era reconhecido como “Rei do Chá”, em alusão ao produto comercializado, uma maconha considerada de qualidade superior.

Foram apreendidos cerca de 76 quilos de maconha, avaliadas em R$ 125 mil, 3.502 micropontos de LSD (dietilamida de ácido lisérgico) e MDMA (metanfetamina) e cocaína, com valor de mercado aproximado de R$ 350 mil, duas armas de fogo, munições, além de veículos e motocicletas adquiridos com recursos das atividades ilícitas.

Além disso, foi feito o bloqueio de valores financeiros depositados em contas bancárias dos envolvidos em aproximadamente R$ 30 mil.

Foram presas 16 pessoas, 11 delas em razão de mandados de prisão temporária e outras quatro que já se encontravam presas pela prática de crimes diversos, razão pela qual foram decretadas suas prisões preventivas, além de uma pessoa presa em flagrante delito. Também foram lavrados três autos de prisão em flagrante em desfavor dos envolvidos.

Depois de quase sete meses de investigação da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de São Sebastião, sob a coordenação do delegado Edson Pinheiro, foi dado cumprimento a 28 mandados de busca e apreensão domiciliar, 11 mandados de prisão temporária e quatro mandados de prisão preventiva de uma organização criminosa voltada ao tráfico de drogas e de armas, que atua nas cidades de Ilhabela, Ubatuba e São Sebastião.

Participaram da operação cerca de 160 policiais lotados na Dise de São Sebastião, no Departamento de Polícia Judiciária do Interior – DEINTER I e Grupo Especial de Reação - GER, da Capital.