O MPSP obteve aumento da pena imposta a Elizângela Ignácio Moreira e a Fernando Martins, condenados por roubo seguido pelas mortes de Maria Aparecida Santos Marques e Mariana Marques Rodrigues, mãe e filha. Em segunda instância, Elizângela foi sentenciada a 56 anos de prisão, enquanto Martins recebeu pena de 50 anos. No Juízo de primeiro grau, as penas determinadas haviam sido de de 32 e 34 anos, respectivamente. 

Para a decisão, o Judiciário atendeu a pedido do Ministério Público no sentido de reconhecer a majorante do mandante e o concurso material de crimes. 

Segundo os autos, em julho de 2017 na cidade de Cachoeira Paulista, os réus entraram na casa das vítimas e as atacaram com golpes de faca. Os criminosos roubaram dinheiro, roupas, uma bicicleta e aparelhos de telefone celular.Fonte: MPSP