Não achar a chave de casa ou esquecer uma data importante, o nome de alguém ou o documento da reunião são situações normais e que ocorrem no dia a dia. Aqui, a culpa sempre é atribuída à falta de memória. No entanto, nem sempre ela é a vilã.

Participe dos nossos grupos ℹ  bit.ly/CNAGORA5  🕵‍♂Informe-se, denuncie!

A falha da memória é uma queixa universal, até por crianças. Mas dificilmente é uma patologia. Por isso, não exigem remédios que promovem uma cura milagrosa.

Exercícios

Dessa forma, a mudança de hábitos e até a prática de exercícios para a mente são atitudes necessárias para combater essa “traição” por parte do cérebro. O primeiro passo é manter uma alimentação saudável.

Palavras cruzadas e xadrez ajudam muito a exercitar o cérebro. Aqui, vale ainda contar com os jogos on-line de exercício para a memória. Aliás, a organização também ajuda nessa missão. Por isso, mantenha uma agenda com o registro de atividades importantes.

Tipos de memória

Há diferentes tipos de memória: declarativa, implícita e operacional. A primeira é a que nos faz lembrar de referências, como o nome do presidente do Brasil e dos nossos pais.

Já a implícita é responsável pelos movimentos que não esquecemos mais, como andar de bicicleta. Por sua vez, a operacional funciona como uma impressora, garantindo assim a manutenção dos registros.