Em seu primeiro dia de licença médica, Bruno Covas (PSDB), prefeito de São Paulo, teve um sangramento e precisou ser intubado e transferido para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês. 

Segundo informações, uma endoscopia encontrou sangramento na cárdia, entre o estômago e o esôfago, onde começou tumor do prefeito. A descoberta ocorreu na manhã desta segunda-feira (3).

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp ➤ http://bit.ly/CNnoticiasdetodolitoral E receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

De acordo com o boletim médico, o sangramento foi causado por uma úlcera, localizada acima do tumor original.

O médico infectoogista David Uip faz parte da equipe responsável pelo prefeito e afirmou que o sangramento já foi controlado.

Covas pediu uma licença de 30 dias no domingo (2) para dar continuidade ao tratamento contra um câncer no sistema digestivo. Ele se afastou do cargo e foi substituído pelo seu vice, Ricardo Nunes (MDB).