O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), foi internado novamente para continuar o tratamento contra um câncer no sistema digestivo. Para isso, o prefeito se licenciará do cargo por 30 dias do cargo.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp ➤ http://bit.ly/CostaNortesonoticias E receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

O afastamento foi anunciado por Covas nas redes sociais neste domingo (2), por volta de 17h30. "Nesses últimos meses, a vida tem me apresentado enormes desafios. Tenho procurado enfrentá-los com fé, cabeça erguida e com muita determinação. (...) Nesse momento, com muita força e foco que preciso colocar na minha saúde, fica incompatível o exercício responsável de minhas funções como prefeito de São Paulo, por isso, vou solicitar à Câmara de Vereadores uma licença do cargo pelo período de 30 dias, para me dedicar integralmente à minha recuperação", disse Covas.

Com a licença, o vice-prefeito da cidade, Ricardo Nunes (MDB), deverá assumir o cargo, assim que os vereadores da Câmara Municipal de São Paulo autorizarem. 

Por meio de nota, as secretarias de Governo e Comunicação da prefeitura de São Paulo informaram que a licença acontece para que Bruno Covas possa ter dedicação integral ao tratamento e para fazer a passagem provisória de posto com total transparência.

Mesmo com a nova hospitalização, os médicos de Bruno Covas afirmaram que quadro é estável. A internação faz parte do cronograma de tratamento do prefeito, que conta com sessçoes de quimioterapia e imunoterapia a cada 15 dias.