A Campanha Municipal de Educação Preventiva e de Enfrentamento à Endometriose, em Cubatão, foi aprovada na sessão de terça-feira, 19. A matéria, de autoria do vereador Marcinho (PSB), prevê a realização anual de ações, no mês de março, com o objetivo de informar, conscientizar e mobilizar a população sobre os sintomas da endometriose, doença crônica que atinge milhões de mulheres em fase reprodutiva no Brasil e no mundo.

Pelo projeto aprovado, a campanha promoverá fóruns de debates, palestras, seminários e audiências públicas sobre a importância da prevenção e do enfrentamento à endometriose. Além disso, a administração municipal providenciará a divulgação de material informativo impresso e audiovisual voltado à conscientização da sociedade acerca dessa grave doença.

Participe dos nossos grupos ℹ  http://bit.ly/CNAGORA7  🕵‍♂Informe-se, denuncie!

Essas ações previstas na campanha poderão ser realizadas com a participação voluntária de profissionais de medicina, psicologia, psiquiatria, serviço social, educação, entre outras áreas do Poder Público, instituições públicas e privadas, igrejas e a população em geral. Convênios entre a prefeitura e essas entidades poderão ser firmados a fim de promover essas iniciativas de formação.

Marcinho disse: “Às vezes, temos notícias de mulheres que demoram meses para realizar seus exames periódicos ”. O parlamentar chamou a atenção para a importância do exame clínico e de cuidados preventivos para mulheres portadoras da endometriose. “Precisamos dar mais visibilidade para os sintomas e tratamento dessa doença”.

O presidente da Câmara Fábio Roxinho (MDB) ressaltou que as mulheres com endometriose convivem muito com dores crônicas. Ele lembrou que a doença é de difícil diagnóstico e que, por isso, muitas mulheres sofrem com a falta de respostas. “Faltam políticas públicas de saúde que amenizem os sofrimentos de quem tem endometriose”.

A endometriose é uma doença assintomática, que atinge mulheres em fase reprodutiva. Quando os sintomas aparecem, em geral, as mulheres relatam dismenorreia (cólica menstrual que, com a evolução da doença, aumenta de intensidade e pode incapacitar as mulheres de exercerem suas atividades habituais); dispareunia (dor durante as relações sexuais); dor e sangramento intestinais e urinários durante a menstruação; e infertilidade.

Outros projetos 

Foi aprovado, também, o projeto nº 153/2019, de autoria da vereadora Érika Verçosa, que institui o Dia do Diácono e da Diaconisa, no calendário oficial da cidade.

Os parlamentares também aprovaram o projeto nº 116/2019, de autoria do vereador Dr. Anderson Veterinário, que denomina Waldir Dias Costa, o Centro de Artes Marciais, localizado no piso superior do Centro Esportivo Pita.  Waldir, idealizador de diversos projetos sociais na cidade, faleceu em 9 de abril deste ano.