Por meio de indicação apresentada na Câmara de Bertioga, na terça-feira, 22, o vereador Eduardo Pereira (SD) cobrou informações da Secretaria da Educação do Estado quanto a verbas liberadas para a reforma das escolas estaduais do município. Ele declarou que, em atendimento a uma indicação de sua autoria, feita no ano passado, o deputado estadual Alexandre Pereira (SD) intermediou a destinação de recursos para este fim.

Segundo o vereador, a verba liberada foi especificada em um cronograma do estado, e foram contempladas as seguintes unidades: EE Armando Bellegard (R$ 589.004,28); EE Maria Aparecida Pinto de Abreu Magno (R$ 916.298,82); e EE William Aureli (R$ 927.110,71). As demais, segundo ele, seriam vistoriadas para levantamento dos serviços necessários.

Participe dos nossos grupos ℹ  http://bit.ly/CNAGORA8  🕵‍♂Informe-se, denuncie! 

O vereador cobrou: “Ocorre que, anunciada a liberação de verbas por parte do governo do estado de São Paulo, a Secretaria de Educação ainda não efetuou o repasse dos recursos. Assim, as obras ainda não saíram do papel. Neste sentido, solicitamos a liberação dos recursos anunciados para as obras emergenciais de manutenção”.

No texto, ele sugere que o Executivo municipal realize esforços junto ao governo estadual para que, por meio da Secretaria Estadual de Educação, realize as obras de manutenção e conservação em todas as escolas estaduais sediadas no município. “Importante registrar que a Escola Estadual William Aurelli necessita de reforma predial, telhado, pintura, parte elétrica, esquadrias e vidros, bem como calçada no seu entorno. Já as Escolas Estaduais Vicente de Carvalho e Professora Maria Aparecida Pinto de Abreu Magno necessitam de reforma na cobertura da quadra esportiva”, apontou.

A reportagem do Costa Norte questionou o governo do estado quanto ao pedido do vereador e recebeu a seguinte resposta: “A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) informa que as obras nas escolas citadas pela reportagem fazem parte do Programa Escola + Bonita, e os projetos seguem em andamento. A estimativa é que as obras sejam licitadas no próximo ano, sendo o investimento total previsto de R$ 2,4 milhões”.