O bairro do Boqueirão, em Santos, recebe nesta quarta-feira, 2, a partir das 9 horas, a intensificação de ações contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Cinquenta e dois agentes de endemias farão uma varredura para eliminar situações que contribuam para a proliferação do inseto.

Participe dos nossos grupos ➤ https://bit.ly/COSTAINFO3 📲 Informe-se, denuncie!

Como se trata de um bairro com muitos imóveis e densamente povoado, será necessário dividir a ação em duas partes. A primeira compreende o quadrilátero formado pelas Avenidas Siqueira Campos (lado par), Vicente de Carvalho, Washington Luís (ímpar) e ruas Goiás (ímpar) e Nabuco de Araújo (par).

Será o 26º mutirão realizado pela Secretaria de Saúde em 2020. Nos anteriores deste ano, 1.331 focos com larvas foram eliminados. O Boqueirão foi escolhido por causa de registro recente de dengue em um morador.

"A nossa ida, eliminando criadouros do mosquito e situações de risco, também servirá como bloqueio da transmissão do vírus, para que outras pessoas que moram ou trabalham no bairro não sejam infectadas", explica Paula Favoreto, chefe da Seção de Controle de Vetores em substituição.

A equipe de Informação, Educação e Comunicação (IEC) abordará os pedestres com material informativo sobre os sintomas causados pelas doenças transmitidas pelo mosquito e as formas de evitá-las.

Balanço

Em 2020, Santos registra 307 casos de dengue, 71 de chikungunya e nenhum de zika. A última anotação de febre amarela urbana no Brasil ocorreu na década 1940.