Na ação, cerca de 40 pessoas foram autuadas por infração de medida sanitária preventiva e jogos de azar

A Polícia Civil flagrou 39 pessoas aglomeradas em um cassino clandestino, na madrugada desta quinta-feira (15), em um imóvel na avenida Professor Fonseca Rodrigues, no Alto de Pinheiros, na zona oeste da Capital.

Segundo investigações, o responsável pelo cassino, um homem de 47 anos, detido na operação, é o mesmo que comandava o cassino clandestino, na Vila Olímpia, onde 200 pessoas foram flagrados na madrugada do dia 14 de março.

O flagrante de hoje foi realizado por equipes da Central Especializada de Repressão a Crimes e Ocorrências Diversas (Cerco), da 3ª Delegacia Seccional de Polícia, com apoio de agentes do Grupo Armado de Repressão a Roubos (Garra), do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope).

Após uma denúncia sobre aglomeração de pessoas, os policiais foram até o local e verificaram o funcionamento de um cassino clandestino. Lá estavam apostadores e funcionários. Os presentes não estavam mantendo o distanciamento social e não usavam máscaras de proteção, descumprindo o Decreto Estadual que visa a combater a disseminação do Covid-19.

No imóvel, foram encontradas e apreendidas diversas mesas de roleta e carteado, máquinas de cartão, notebooks, computadores e diversos documentos de contabilidade dos jogos, além de cerca de R$ 4 mil em dinheiro.

Foram solicitados exames periciais e 39 pessoas, incluindo o proprietário do imóvel, de 45 anos, foram levados ao 14º Distrito Policial (Decap). Todos foram autuados por infração de medida sanitária preventiva e jogos de azar por meio de um termo circunstanciado. A ocorrência foi encaminhada ao Juizado Especial Criminal (Jecrim).Polícia Civil SP