Policiais civis da Delegacia de Polícia de Itariri (Deinter 6) esclareceram, na tarde de ontem (30), um furto praticado por um agente funerário da cidade de Peruíbe.

A vítima, um senhor de 74 anos, que residia no centro de Itariri, foi encontrada morta dentro do próprio apartamento, no último dia 8. Não havia nenhum sinal de arrombamento no imóvel.

Após a morte, o irmão da vítima compareceu à agência bancária, com o intuito de realizar o bloqueio de sua conta bancária, sendo informado pelo gerente que foram realizadas algumas transações em data posterior ao do falecimento do titular da conta.

Assim que receberam as informações, os policiais iniciaram as investigações objetivando esclarecer o ocorrido. Apurou-se, através do detalhamento e cruzamento de informações do extrato bancário da vítima, inúmeras transações de saques, compras e transferências, totalizando mais de R$ 18 mil, sendo que em uma delas constava o nome de um homem, que após diligências, verificou-se tratar de funcionário de uma funerária.

Ele foi responsável pela retirada do corpo da vítima do imóvel e posterior encaminhamento ao Instituto Médico Legal.

Questionado sobre os fatos, o homem de 40 anos, diante da apresentação das provas, confessou a prática do delito, alegando que subtraiu o cartão bancário da vítima, realizando as transações bancárias utilizando-se da senha que estava junto ao cartão.

O agente funerário foi indiciado e responderá judicialmente por furto qualificado.Polícia Civil SP