Os índices de latrocínios e furtos reduziram no mês de agosto na região do Deinter-6, que abrange a região de Santos e Vale do Ribeira. Segundo a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo, que divulgou os dados nesta sexta-feira, os roubos em geral, de veículos e de carga também caíram. Os indicadores de roubo a banco e extorsão mediante sequestro permaneceram zerados.

Participe dos nossos grupos http://bit.ly/COSTAINFO5 📲 Informe-se, denuncie ℹ

Os roubos seguidos de morte tiveram um caso e uma vítima a menos no oitavo mês de 2020, em comparação com igual período de 2019. A quantidade passou de um para zero. Essa é a terceira vez que não são registrados boletins desse crime, em um mês de agosto, desde o início da série histórica, em 2001.

A queda se estendeu para a quantidade de casos de morte intencional na região, que passou de 13 para 10. Em contrapartida, o número de vítimas subiu de 13 para 14.

Com isso, as taxas dos últimos 12 meses (de setembro de 2019 a agosto de 2020) caíram para 6,02 ocorrências e 6,68 vítimas para cada grupo de 100 mil habitantes. Os índices são os menores da série.

Em agosto deste ano foram contabilizados 56 boletins de estupro, assim como no mesmo mês do ano passado.

Outros indicadores

Os furtos em geral e de veículos também recuaram no período e tiveram os menores números da série. O primeiro reduziu 25,1%, passando de 2.335 para 1.748 - 587 a menos. O segundo caiu ainda mais: - 48% ou menos 129 casos em números absolutos (de 269 para 140).

Nos roubos em geral a queda foi de 17,7%, com 909 boletins registrados em agosto deste ano, contra 1.105 em igual mês do ano passado (196 a menos). 

Com uma diferença de 69 registros, os roubos de veículos caíram ainda mais: - 59,5%. O indicador passou de 116 para 47 - o menor número da série.

No período houve 20 ocorrências de roubo de carga na região - uma redução de 33,3% ou de 10 casos se comparado agosto de 2020 com igual mês de 2019, quando foram contabilizados 30 registros deste crime.

Os indicadores de roubo a banco e de extorsão mediante sequestro permaneceram zerados pela terceira e quarta vez consecutiva, respectivamente.

Produtividade

O trabalho das polícias paulistas na região de Santos e do Vale do Ribeira, no oitavo mês deste ano, resultou em 665 prisões e na apreensão de 57 armas de fogo ilegais. Também foram registrados 181 flagrantes por tráfico de entorpecentes.