A Justiça condenou o ator José de Abreu a pagar uma indenização de R$ 50 mil à primeira-dama do estado de São Paulo, Bia Doria. A condenação por danos morais se deu após o ator ofender a primeira-dama virtualmente, a chamando de ‘vaca’.

A publicação que deu origem à condenação foi postada nas redes sociais em 2016. “STF proíbe vaquejada mas permite que a Bia Doria dê entrevista? É um crime contra os animais”, disse o ator na época.

A decisão é do juiz Douglas Iecco Ravacci, da 33ª Vara Cível da Comarca de São Paulo. Além disso, as despesas processuais também ficam sob o encargo do artista, além de honorários advocatícios de 10% do valor atualizado da condenação.