O grupo Médicos Pela Liberdade saiu em defesa do povo e rebateu as declarações do governador de SP, João Doria, declarando: “resistência total à suposta obrigatoriedade de vacinação obrigatória contra o vírus chinês”.

O grupo foi categórico ao finalizar: “não somos ratos de laboratório do senhor João Doria”.

O ex-ministro da educação Arthur Weintraub também comentou o pronunciamento de Doria. Ele afirmou: “até ontem ele dizia que precisava de tempo para pesquisa com comprovação científica pra remédio”.  Weintraub também questionou: “quem garante que essa vacina é segura? Não somos cães, cachorros de rua pra pegar forçado e vacinar! Vai passar a corrocinha prendendo as pessoas pra injetar a vacina?”, disse o ex-ministro.

Fonte: Terça Livre